Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

CDL diz que Palmas tem 40 mil moradores com nomes negativados no SPC


No comando: CONEXÃO CORUJA

Das 00:00 às 05:00

No comando: CONEXÃO SERTANEJA

Das 05:00 às 08:00

No comando: TERRITÓRIO SERTANEJO

Das 06:00 às 08:00

No comando: CONEXÃO BRASIL

Das 08:00 às 10:00

No comando: DEIXA ROLAR

Das 10:00 às 12:00

No comando: RESENHANDO

Das 12:00 às 14:00

No comando: NAÇÃO NORDESTINA

Das 14:00 às 16:00

No comando: SERTANEJO BOM DE MAIS

Das 16:00 às 18:00

No comando: 60 MINUTOS

Das 18:00 às 19:00

No comando: SEGUNDAS INTENÇÕES

Das 19:00 às 21:00

No comando: POP DJ

Das 20:00 às 22:00

No comando: A VOZ DO BRASIL

Das 21:00 às 22:00

No comando: SOFT NIGHT

Das 22:00 às 00:00

CDL diz que Palmas tem 40 mil moradores com nomes negativados no SPC

Palmas fechou os três primeiros meses de 2021 com uma alta de 18,1% no total de moradores que estão com o CPF negativado no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC). O levantamento foi divulgado pela Câmara de Dirigentes Lojistas da capital. Segundo a CDL, aproximadamente 40 mil palmenses estão nesta situação.

Os números da inadimplência tiveram aceleração conforme a pandemia de Covid-19 se agravou. Apenas no mês de março oito mil pessoas entraram na lista de moradores da cidade que não conseguiram pagar as contas em dia.

A estimativa da CDL é que somente no comércio as dívidas somadas chegam a R$ 62 milhões. Silvan Portilho, que preside a Câmara, manifestou preocupação com a situação financeira tanto das empresas como das famílias.

“É preocupante um número tão alto de negativações no nosso comércio. Isso reflete que a vida financeira do cidadão palmense não está fácil, visto que cada um dos negativados tem uma média de 2 dívidas em atraso”, explicou.

Com relação ao cenário para as empresas, pelo menos duas mil delas no Tocantins também estão com as dívidas atrasadas. Neste caso, a queda do faturamento por causa da pandemia é apontado como o principal fator.

Deixe seu comentário:

Curta no Facebook

Curta no social