Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Espondilite: médica explica condição que atrapalha Zé Felipe na dança


No comando: CONEXÃO CORUJA

Das 00:00 às 05:00

No comando: CONEXÃO SERTANEJA

Das 05:00 às 08:00

No comando: TERRITÓRIO SERTANEJO

Das 06:00 às 08:00

No comando: BALANÇA 98

Das 08:00 às 10:00

No comando: DOSE DUPLA

Das 10:00 às 12:00

No comando: PROGRAMAÇÃO MUSICAL

Das 12:00 às 14:00

No comando: DEIXA ROLAR

Das 14:00 às 16:00

No comando: SERTANEJO BOM DE MAIS

Das 16:00 às 18:00

No comando: LIVE 98

Das 18:00 às 19:00

No comando: NOVINIL

Das 19:00 às 20:00

No comando: POP DJ

Das 20:00 às 22:00

No comando: A VOZ DO BRASIL

Das 21:00 às 22:00

No comando: SOFT NIGHT

Das 22:00 às 00:00

Espondilite: médica explica condição que atrapalha Zé Felipe na dança

Zé Felipe fez uma revelação inusitada ao titular desta coluna durante um bate-papo exclusivo na Festa do Pinhão em Lages, em Santa Catarina, e detalhou certa limitação para se render às dancinhas do TikTok, que fazem parte do sucesso de suas músicas. Ele disse sofrer de espondilite. Para entender do que se trata, a coluna LeoDias conversou com a médica reumatologista Elisa Motta.

Espondilite é uma doença inflamatória, um tipo de artrite que acomete, principalmente, a coluna e as articulações sacroilíacas. Ainda não há muita clareza sobre a causa, que pode ocorrer a partir da soma de fatores genéticos, imunológicos e ambientais.

Dores na lombar estão entre os principais sintomas. O avançar da doença pode limitar até mesmo movimentos simples, o que inclui a dança. “A coluna pode ficar com limitação de movimento, como abaixar-se, flexionar o tronco, alcançar objetos em prateleiras. Pode limitar o paciente, inclusive em tarefas simples como vestir uma meia, apanhar objetos no chão ou estender a roupa no varal”, explica Elisa Motta.

Não existe cura para espondilite, embora o tratamento possa ser bastante eficaz para o controle e até remissão da doença. “Temos algumas opções, orais e injetáveis. O reumatologista é o especialista que poderá decidir qual a melhor medicação para cada perfil de paciente. O tratamento costuma ser individualizado”, acrescenta a especialista.

Além da espondilite, o déficit de atenção também limita as empreitadas de Zé Felipe nas dancinhas, como ele mesmo contou. “Dou um miguezinho, uma parte eu faço, a outra deixo com ela (Virginia). Quando não é um, é o outro. Eu esqueço (a coreografia) por causa do déficit, quando eu lembro, a espondilite não deixa”, explicou o cantor.

Por Daniel Neblina

Deixe seu comentário:

Curta no Facebook

Curta no social