Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Léo Santana: “Muitos veem eventos como diversão, mas é profissão”


No comando: CONEXÃO CORUJA

Das 00:00 às 05:00

No comando: CONEXÃO SERTANEJA

Das 05:00 às 08:00

No comando: TERRITÓRIO SERTANEJO

Das 06:00 às 08:00

No comando: BALANÇA 98

Das 08:00 às 10:00

No comando: DOSE DUPLA

Das 10:00 às 12:00

No comando: PROGRAMAÇÃO MUSICAL

Das 12:00 às 14:00

No comando: DEIXA ROLAR

Das 14:00 às 16:00

No comando: SERTANEJO BOM DE MAIS

Das 16:00 às 18:00

No comando: LIVE 98

Das 18:00 às 19:00

No comando: NOVINIL

Das 19:00 às 20:00

No comando: POP DJ

Das 20:00 às 22:00

No comando: A VOZ DO BRASIL

Das 21:00 às 22:00

No comando: SOFT NIGHT

Das 22:00 às 00:00

Léo Santana: “Muitos veem eventos como diversão, mas é profissão”

Léo Santana lança nesta sexta-feira (14/1) o álbum GG Astral, que conta com oito músicas inéditas, dez singles e parcerias musicais com Ludmilla, Wesley Safadão, Ivete Sangalo, L7nnon e a dupla Diego & Victor Hugo. “Muitas pessoas veem o setor de eventos como uma diversão, mas é uma profissão. Foram cerca de 20 meses sem trabalhar”, desabafou o cantor, durante a coletiva online de lançamento do projeto.

De acordo com o cantor, o novo álbum tem muito a ver com o momento pessoal de sua vida e as experiências que vivenciou nos últimos anos, com os dilemas e anseios do mundo pandêmico e a paternidade de primeira viagem. Apesar da estética mística, ele revela não entender muito sobre astrologia, mas afirma que, definitivamente, o álbum tem a ver com boas energias.

Uma das grandes apostas do projeto é a faixa Toma, em parceria com a cantora Ludmilla, com quem Léo Santana já emplacou um hit: Invocada. O que ninguém sabia é que o cantor demorou a acreditar no sucesso da faixa e foi com o empurrãozinho da amiga que a música realmente saiu do papel.

Durante a coletiva de lançamento de GG Astral, realizada online por conta da pandemia, Léo Santana deu risada ao lembrar que Lud enviou para ele toda a canção pronta, inclusive os arranjos. O Gigante não precisou incluir mais nada na faixa. Mesmo assim, surpreendendo o cantor, Ludmilla fez questão de que Léo detivesse 10% dos lucros obtidos com a canção.

Outra faixa se destaca no repertório gravado no projeto: em Bregadão, Léo transita por dois dos ritmos mais populares do momento e traz uma mistura de arrocha e pisadinha, com elementos do eletrônico e do funk. Muitos podem se perguntar de onde vêm as referências do Gigante, e ele garante que têm a ver com seu gosto eclético para música.

Com um álbum tão diversificado, que contou com nomes como Wesley Safadão, Ludmilla, L7nnon, Ivete Sangalo e a dupla Diego & Victor Hugo, ficou no ar a curiosidade: afinal, com quem Léo Santana gostaria de se juntar para parcerias futuras?

Bem, ao que tudo indica, podemos ficar ansiosos para ver nomes como IZA, Gusttavo Lima e Henrique & Juliano em projetos futuros. O Gigante rasgou elogios aos artistas e disse que, assim que possível, gostaria de tê-los em projetos futuros.

Deixe seu comentário:

Curta no Facebook

Curta no social